DAN- Imagens do slide em images/slide/dan

III - EMENTÁRIO DE GRADUAÇÃO

135011 - INTRODUÇÃO À ANTROPOLOGIA
Evolução Humana como processo bio-cultural: O inato e o adquirido. Especificidades da Antropologia: a diversidade e o relativismo cultural como campo teórico; o trabalho de campo como metodologia. Variedade temática da Antropologia.

134194 - TEORIA ANTROPOLÓGICA 1
Exame das principais manifestações teóricas que contribuíram para a formação de conhecimento antropológico:
1) O século XIX e a teoria da evolução: Morgan, Tylor, Frazer e outros.
2) A formação das tradições: a) A Antropologia Francesa: Durkheim, Mauss e outros. b) A Antropologia Norte-Americana: Boas e seus primeiros discípulos. c) A Antropologia Britânica: Malinowski e R. Brown.

135208 - TEORIA ANTROPOLÓGICA 2
Completa o exame da formação do conhecimento antropológico iniciado em TA-I e introduz debates teóricos atuais centrados no diálogo de autores contemporâneos com os clássicos e com outras disciplinas (Filosofia, Lingüística, Psicanálise, Literatura e História).
1) A continuidade da tradição francesa: Lévi-Strauss.
2) O ecletismo da antropologia americana: Goodenough, Sahlins, Geertz e a preocupação com a reflexibilidade.
3) O leque de alternativas teóricas na tradição britânica: Evans-Pritchard, Gluckman, Leach e Turner.

135186 - MÉTODOS E TÉCNICAS EM ANTROPOLOGIA SOCIAL
O domínio da metodologia. O debate metodológico resultante do conflito entre métodos quantitativos e a abordagem qualitativa mais personalizada e humanística. Unidades de observação e conceitualização. As técnicas de pesquisa mais freqüentemente aplicadas na pesquisa antropológica. As técnicas não-verbais. Representatividade, amostragem e quantificação. Análise estatística e o uso de computadores na Antropologia. Trabalho de campo e teoria antropológica.

135003 - SEMINÁRIO DE PESQUISA ANTROPOLÓGICA
Destina-se a treinar alunos já avançados do ciclo profissional na elaboração de projetos de pesquisa individuais e acompanhá-los nos primeiros passos da abordagem de um objeto de pesquisa real, de modo a habituá-los na aplicação crítica e adequada dos conhecimentos teóricos e metodológicos obtidos em outras disciplinas do curso, capacitando-os a um desempenho satisfatório na disciplina Dissertação e, posteriormente, nas atividades de pesquisa em sua vida profissional.

135232 - EXCURSÃO DIDÁTICA DE PESQUISA
A disciplina EDP consistirá num período de prática de trabalho de campo de cento e trinta e cinco dias, supervisionado por um orientador. Visa permitir aos alunos: 1) - o desenvolvimento das habilidades necessárias para se introduzir num cotidiano alheio e, desta maneira, passar pela experiência de aproximar-se do estranho e estranhar-se do próximo, que é o aprendizado peculiar da Antropologia; 2) - Aprofundar os seus conhecimentos sobre uma sociedade particular e 3) - Atingir um certo grau de compreensão dos princípios que regem o convívio na comunidade estudada e que organizam sua visão de mundo.

135097 - DISSERTAÇÃO

Realização de trabalho monográfico de caráter teórico, resultante de pesquisa empírica, como aplicação de conhecimentos adquiridos durante o Curso, e sob a orientação de professor especialmente designado, o qual avaliará o rendimento com a colaboração de dois outros docentes. [Ementa em modificação]

135224 - ANTROPOLOGIA DA ARTE
As formas de expressão artística são um foco privilegiado para se compreender certos princípios ordenadores do sistema cultural de quase todas as capacidades. Contudo, a importância da dimensão artística para a análise antropológica ainda não foi suficientemente valorizada nos currículos de Antropologia no Brasil. A disciplina enfatizará a visão comparativa das artes em várias sociedades e privilegiará as formas de expressão não verbais - artes plásticas, dança, pintura e sobretudo a música - e suas inte-relações.

135241 - ANTROPOLOGIA ECONÔMICA
Analisar comparativamente os diversos sistemas econômicos em suas relações com a totalidade social da qual fazem parte. A ênfase principal recai sobre as economias arcaicas e primitivas, e sobre as economias camponesas, buscando desvendar sua lógica própria.

135259 - ANTROPOLOGIA DA RELIGIÃO
Discussão das grandes teorias sobre magia e religião: as teorias intelectualistas inglesas (Tylor e Frazer); as teorias sociológicas francesas (Durkheim, Mauss); a teoria de Max Weber; o funcionalismo britânico (Malinowski, Firth, Evans-Pritchard); as teorias simbolistas (Mary Douglas, Victor Turner); a teoria marxista (Godelier); a teoria interpretativa (Geertz e outras).

135291 - ANTROPOLOGIA DO GÊNERO
A disciplina examina o caráter socialmente construído dos gêneros masculino e feminino bem como as amplas possibilidades culturais de definir outras identidades sexuais. Papéis sexuais, processos de socialização e especificidade da experiência social masculina e feminina. A construção dos gêneros pela teoria sociológica e o bias masculino na pesquisa e interpretação antropológica.

135321 - ANTROPOLOGIA POLÍTICA
Estudo das formas de organização política em sociedades sem estado, como proto-estado e com estado. Chefias e lideranças. Poder e autoridade. As interrelações entre o político, o social, o econômico e o religioso. Disciplina do Grupo 2.

135518 - ANTROPOLOGIA URBANA
Antropologia Urbana com campo recente da Antropologia. Cidade, Modernidade e Individualismo. Cultura Urbana e Diversidade Cultural. Classes Populares, média e altas no urbano. A dicotomia rural-urbana: alcance e problemas.

135143 - SOCIEDADES COMPLEXAS
Esta disciplina constará de uma introdução ao estudo das sociedades complexas, incluindo um exame da origem e abrangência do conceito de "Sociedades Complexas", e a exploração de uma ou mais de suas áreas ou dimensões, sejam elas o campesinato, setores urbanos, regiões e frentes de expansão, peculiares às sociedades nacionais.

135178 - FUNDAMENTOS DE CIÊNCIAS SOCIAIS
A disciplina objetiva sensibilizar o estudante da área da saúde para o campo de reflexão e a contribuição das Ciências Sociais e das Ciências Humanas. Desenvolve-se o conceito de enfermidade como decorrente de um tripé etiológico: bio-físico, social e cultural. Considera-se o homem como uma totalidade, da qual a condição biológica é apenas um de seus componentes, e indica-se que o diagnóstico do homem doente que prescinda dos fatores sociais e culturais é um diagnóstico trunco. Apresenta-se a reflexão das Ciências Sociais e Humanas no domínio médico e a contribuição das mesmas para a problemática da saúde.

135267 - INDIVÍDUO, CULTURA E SOCIEDADE
Focaliza a problemática do indivíduo na cultura e no sistema das relações sociais. Aspectos afetivos e cognitivos da interação entre pessoa e coletividade. Trajetória da problemática desde estudos de cultura e personalidade a abordagens que enfatizam a identidade e a intersubjetividade.

135275 - ORGANIZAÇÃO SOCIAL E PARENTESCO
Focaliza a problemática social e do parentesco através da análise dos esquemas conceituais que embasaram a teoria antropológica. A noção de estrutura em tradições antropológicas diversas. O parentesco em sociedades tradicionais e modernas, aprendido através de diferentes abordagens teóricas.

135283 - CULTURA E MEIO AMBIENTE
O meio ambiente no contexto da teoria antropológica (Determinismo, Possibilismo, Ecologia Evolucionista e Não-Evolucionista, Ecologia Cultural, Populacional e Sistêmica e Etno-Ecologia), e exemplos de estudos desenvolvidos nestas diferentes tradições teórico-metodológicas. Os conceitos de adaptação e evolução, sucessão ecológica, fluxo de energia e materiais, de interação, crescimento e regulação populacional, etc, e a aplicação dos mesmos na pesquisa antropológica de unidades isoladas, regiões e sistemas mundiais. A relevância da abordagem ecológica para os estudos de organização social, ideologia, economia, política e desenvolvimento. A antropologia dos Sistemas Ecológicos no Brasil.

135348 - IDENTIDADE E RELAÇÕES INTERÉTNICAS
Exame das abordagens presididas pelas noções de aculturação, fricção interétnica e etnicidade através dos estudos das relações entre as sociedades indígenas coloniais e nacionais sul-americanas desde a Conquista até a atualidade.

135356 -TRADIÇÕES CULTURAIS BRASILEIRAS
A disciplina dará ênfase à construção de um quadro interpretativo que integre etnografias recentes nas áreas de cultura popular e folclore com estudos antropológicos sobre cultura de massa, de forma a discutir, com maior base empírica a possibilidade de se construir teorias e modelos mais gerais da dinâmica cultural brasileira.

135364 - ESTUDOS AFRO-BRASILEIROS
As culturas Negras no Novo Mundo. A escravidão e a resistência negra. O racismo à brasileira. As religiões africanas no Brasil. Outros aspectos da cosmovisão e do ethos africano no Brasil (capoeira, samba, carnaval).

135372 - SOCIEDADES CAMPONESAS
Busca entender a especificidade e a permanência, através do tempo, de grupos sociais camponeses, através de sua organização econômica, seus padrões de relações sociais e sua moralidade. Ênfase especial deverá ser dada a grupos camponeses brasileiros de distintas origens, através do estudo de monografias que abordem as três dimensões acima especificadas.

135381 - SOCIEDADES INDÍGENAS
Estudo dos aspectos sociais, econômicos, ecológicos, políticos, rituais, mitológicos, mágicos, religiosos e cosmológicos integrados em totalidades, através da leitura e discussão de monografias sobre algumas sociedades indígenas brasileiras.

134496 - PENSAMENTO ANTROPOLÓGICO BRASILEIRO
A disciplina objetiva discutir as várias faces de desenvolvimento da Antropologia no Brasil, desde os primeiros estudos tecnológicos, passando pelas influências dos antropólogos estrangeiros que residiram no Brasil, até a consolidação da primeira geração inteiramente nacional de acadêmicos, incluindo finalmente uma avaliação das várias tendências teóricas dos principais autores contemporâneos.

Notícias e Eventos

 
Encontros Via LACT / T/terra
"De purezas e misturas: O 'raceamento' do gado Pé-duro piauiense"
Natacha Simei Leal - UNIVASF
24 de abril de 2017, às 16h
Sala Multiuso "A" do  ICS/UnB
linha01
Seminários do DAN
"Crioulização, comunidades e sociedades crioulas no contexto africano"
Gerhard Seibert - Unilab 
26 de abril de 2017, às 16h
Auditório do  ICS/UnB
linha01